Júlio de Matos Image & Photo Workshops

PHOTO & IMAGE WORKSHOPS


Electrofotografia


PERCURSO...


Júlio de Matos nasceu em Braga. Desde muito jovem se interessa pela fotografia, pelo trabalho de laboratório a preto e branco, recebendo várias encomendas para retratos.

Em 1974, faz aprendizagem em Design Industrial, com Gerald Gulotta do Brooklin Pratt Institute, NY, USA, no Industrial Design Workshop 74,(durante dois meses intensivos) em regímen de internato, organizado pelo FFE - Fundo de Fomento de Exportação.

Em 1976 conclui o Curso Superior de Arquitectura na ESBAP – Escola Superior de Belas-Artes do Porto.

Júlio de Matos pôde aperfeiçoar os seus conhecimentos de fotografia ao ter-lhe sido concedida a ITT - International Fellowship, através do Fulbright-Hays Scholarship Program para estudos de pós-graduação no MFA in Photography Fine Art Program do RIT - Rochester Institute of Technology, Rochester, NY, USA, entre 1979/81, onde estudou com Charles A. Arnold Jr., Owen Butler, Bea Nettles, John Pfahl, Elliot Rubenstein, Richard D. Zakia, (...)

Parte do seu trabalho inicial lida e explora as interligações entre a manualidade, as técnicas fotográficas e os processos fotográficos alternativos, com a visão, o conteúdo e o significado.

Realizou vários projectos fotográficos, ue resultaram das suas múltiplas viagens na Ásia, que evidenciam a sua preocupação com a sobrevivência e extinção de culturas ancestrais: “Ta Prohm – A Memória do Mundo” (Camboja, 2001), “Porta do Paraíso – Manikarnika Ghat” (Índia, 2003), “Fading Hutongs” (China, 2005-2008). “Casas de Brasileiro” (Portugal, 2008), revela também esta mesma atitude.

Posteriormente a série fotográfica “Flat Water”, realizada no Norte de Portugal, lida com intervenções digitais como um meio para questionar a aparente tri-dimensionalidade da Paisagem na prova fotográfica.

A série fotográfica realizada em 2012 “Diário de Viagem - No Caminho de Santa Fe”, (New Mexico. USA, 2012) realizada numa deslocação de âmbito pessoal ao Novo México, explora a relação texto/imagem, a metáfora narrativa. Mais recentemente em 2016 numa viagem lenta (muito lenta) a Arles, recupera este mesmo conceito com o projecto "Crónicas de Ronci".

Recentemente regressou ao ensino, oferecendo workshops, escrevendo sobre Fotografia, e trabalhando em novos projectos.

“Caminho Que Somos” Audiovisual e Exposição Fotográfica (Porto, 2018), é o seu projeto mais recente.




TOP_PAGE

Sobre... (detalhe)

Retrato. Electrofotografia realizada numa Halloid Xerox Camera; Fotografia: © Júlio de Matos, 1980


  • All Photographs and Texts by Júlio de Matos | All rights reserved | © Júlio de Matos, 2009-2019